Indicações de séries da “Mid-season” 2016

Com Julho chegando, muitas séries estão dando aquela pausa… Poucas estão retornando e algumas nos deixarão pra sempre, causando um vazio no coração. Mas, outras surgem trazendo um pouco de esperança para futuras temporadas.

Enquanto que, nos EUA, eles estão “cool for the summer”, aqui vão 5 indicações pra nós – do hemisfério sul – passarmos por esse inverno sem precisarmos sair debaixo do cobertor.

Tech Noir cinemagraph watching cinemagraphs the wolfpack

Feed the Beast
AMC
Terça-feira, às 22h
40 minutos
 
Essa nova série, do mesmo canal que nos apresentou “Breaking Bad” e “The Walking Dead”, traz de volta para nossas vidas Jim Sturgess (“Across the Universe” e “Um Dia”) e, ninguém mais, ninguém menos do que David Schwimmer (O ROSS DE “FRIENDS”). Ao sair da prisão, Dion (Sturgess), sem saber para onde ir, procura seu velho amigo Tommy (Ross), com quem compartilhava o sonho de abrir um restaurante no Bronx – um bairro mais desvalorizado de NY. Porém, ao encontrá-lo, percebe que as coisas já não são mais as mesmas… A esposa de Tommy (que também participava da ideia do bistrô) morreu num crime violento na frente de seu filho, que nunca mais falou.
Atiçando as ambições do amigo, o ex-detento o convence a tentar mais uma vez seguir o sonho do restaurante, sem contar pra ele que ainda está envolvido com os mafiosos para quem devia dinheiro. Além disso, Tommy tem que lidar com seu pai preconceituoso com quem já não tem relações para conseguir dinheiro de investimento. E, ambos, com seus vícios: o álcool e a cocaína.

A série é bem feita, com uma trama interessante, amarradinha (por enquanto), com dois atores já reconhecidos! Tem drama com leves alívios cômicos.

E Ross deixa de ser Ross logo no primeiro capítulo – algo que eu tinha dúvidas sobre. Muito interessante a narrativa e uma das minhas maiores apostas dessa “summer season” pra dar certo.

 
 
 
Braindead
CBS
Segunda-feira, às 22h
40 minutos
Nessa comédia misteriosa, acompanhamos os passos de Laurel Healy (Mary Elizabeth Winstead), que tem o sonho de ser uma ‘film-maker’, mas decide aceitar uma oferta de emprego de sua família para juntar dinheiro e começa a trabalhar para seu irmão, o Senador Healy.
Conforme vai conhecendo os bastidores do congresso estadunidense, percebe que algumas coisas estranhas estão acontecendo (por exemplo, o governo parou de trabalhar há um certo tempo). E quando, ao tentar ajudar um senhor a chegar ao hospital, vê a cabeça dele explodir, percebe que tem algo ainda mais misterioso por trás dos acontecimentos atuais.
O que ela ainda não sabe, mas nós como público sim, é que um meteoro caiu na Terra e com ele diversos ‘aliens’ que se parecem com insetos invadiram o planeta. Esses bichinhos entram na cabeça das pessoas e afetam o cérebro, alterando seus comportamento e, principalmente, deixando as pessoas mais extremistas – ou seja, os conservadores republicanos ficam ainda mais conservadores.
Eu quase não dei uma chance pra essa série e agora ela é uma das que eu mais gosto! É comédia, mas não leve. Complexa. Interessante. E, gente, o “previously” é cantado, é uma música! Tenho certeza que essa não vai trazer arrependimentos.
 
Wrecked
TBS
Terça-feira, às 22h
20 minutos
Uma comédia bem exagerada que, episódio a episódio, narra a saga de pessoas que estavam num avião que caiu numa ilha desconhecida, através dos pontos de vista de personagens um tanto quanto excêntricos. Diversos perigos aparecem na ilha e dois amigos tentam liderar o grupo para a sobrevivência.
Eu fiquei em dúvida sobre essa série, mas é bem engraçada. Principalmente se você já assistiu “Lost”, porque são feitas várias referências já desde o primeiro episódio. Diferente de “Braindead”, essa comédia é mais pro lado do leve ‘nonsense’, no estilo de “The Last Man on Earth” – que eu gosto médio, pra ser sincero. Ainda está em seus primeiros episódios, então vale a pena dar uma chance!
 
 
 
Animal Kingdom
TNT
Terça-feira, às 22h
50 minutos (?)
Mais uma série que estou querendo indicar pra todo mundo! Num estilo “The O.C.”, um jovem se muda para a casa de sua família, com quem não tem muito contato, depois de perder a mãe (vítima de uma overdose de heroína).
Porém, ao chegar na casa, só é bem recebido por sua jovem avó e logo percebe algo estranho acontecendo. Seus tios, por exemplo, se divertem como adolescentes, arranjando brigas, usando drogas o tempo todo, roubando. E as coisas ficam ainda mais estranhas quando o irmão gêmeo de sua mãe surpreende a todos ao sair mais cedo da cadeia.
Ainda em choque com o recente falecimento de sua mãe, o jovem se vê em meio a diversos dilemas, principalmente ao ouvir de uma antiga amiga da mãe que ela fez de tudo para tirá-lo de perto da família venenosa. Percebendo a atividade criminal da família, mas estando sozinho, precisa decidir se vai ceder à pressão dos tios e se envolver nas atividades duvidosas ou se vai arranjar um jeito de sair fora.
É cheia de drama, mistérios, sexo, drogas, relações familiares – tudo o que já aprendemos a amar nas séries estadunidenses – e feita num estilo que faz tempo que não encontro.
 
Containment
The CW
Terça-feira, às 21h
40 minutos
“Under the Dome” feat. “Contagious” nessa série em que um vírus é identificado em Atlanta com a capacidade de matar seu hospedeiro em apenas 48 horas (além de ser extremamente contagioso por secreções). É implantado, então, uma quarentena numa parte da cidade, que fica confinada, completamente isolada do mundo exterior.
Acompanhamos o interior e o exterior a partir do policial escolhido para representar midiaticamente o caso. E, assim, diversas relações são construídas entre os habitantes do lado escolhido para morrer e do lado escolhido para supostamente salvar essas pessoas.
A trama ainda fica mais interessante ao nos perguntarmos se o tal vírus foi apenas um acontecimento aleatório ou se existe uma organização por trás de seu surgimento. E ainda mais tensa ao observarmos as tentativas de combate ao vírus dentro da quarentena, bem como o comportamento dos seres humanos infectados, que começam a se desesperar.

Escolha uma ou cinco dicas e tenha mais companhias pra esse friozinho o/

É viciado em ficção seriada e em questionar o mundo. Já assistiu todas as séries que você pode imaginar e seu maior interesse está em acompanhar a história por um longo período de tempo e ver personagens crescerem e se transformarem. Não entende o preconceito com a televisão e adora se comunicar com as pessoas.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.